Queda de cabelos

A queda de cabelo é um problema que atinge boa parte da população mundial. Saiba como é a prevenção e tratamento desse problema.

Queda de cabelo

Ficar sem cabelo assombra boa parte da população, principalmente dos homens, onde a tendência de calvície é crescente. Mas para alegria de todos, hoje em dia são pesquisadas diversas formas de conter, evitar e até curar as quedas.

De antemão vale lembrar que é preciso diferenciar queda de cabelos e calvície, pois quedas de 50 a 100 fios ao dia são consideradas normais, e em alguns casos são sazonais. Existem cerca de 100 mil fios sobre nossa cabeça, assim essa uma pequena porção saltando do couro cabeludo não é significativa.

Queda de cabelos causas mais comuns

A queda pode ser causada por inúmeros motivos que vão de má alimentação a problemas genéticos, sendo alguns passíveis de tratamentos e outros não. Vamos começar pelo principal motivo de calvície, que está associado à genética do indivíduo, ele se chama Alopecia Androgenética e, cerca de 70% dos homens e 40% das mulheres serão afetados pelo problema.

O corpo produz hormônios e algumas partes do corpo tem a função de potencializar esses hormônios, esses são responsáveis por diversas funções no nosso organismo, mas o causador das quedas é conhecido por di-hidrotestosterona (DHT), que é responsável por diversas funções ligadas ao desenvolvimento sexual. Inclusive é usada na busca de músculos por alguns atletas de fisiculturismo.

Calvície em homens

O problema é que esse hormônio DHT age no couro cabeludo de forma a promover a miniaturização folicular, aonde os folículos vão diminuindo de tamanho, de forma a tornar os cabelos mais finos e ralos até pararem de crescer.

Outra causa da queda de cabelo está associada à ausência de nutrientes no organismo, como a falta de proteínas, que é a matéria prima para o cabelo. Especificamente a queratina é responsável por dar forma aos fios, portanto baixas quantidades de proteína na alimentação pode prejudicar a produção dos fios. Esse problema geralmente não é a causa das calvícies, mas pode acontecer em casos de dietas rígidas, onde a alimentação é comprometida.

Queda de cabelos como tratar

A queda de cabelo causada pela Alopecia Androgenética pode ser tratada de forma a minimizar, atrasar ou até interromper a manifestação da tendência de quedas através de remédios inibidores de enzimas que fabricam o DHT, pomadas entre outras formas.

Uma das principais drogas usadas para combater a Alopecia Androgenética é a Finasterida, ela inibe a atuação de algumas enzimas que são responsáveis por fabricar o DHT, dessa forma os níveis desse hormônio chegam a cair em até 70%. Todavia os efeitos colaterais podem ser proporcionalmente prejudiciais, pois o DHT tem outras funções no organismo. Ele está associado à libido, ereção e volume ejaculatório.

Tratamento queda de cabelo

O cetoconazol ainda é estudado pela ciência com a finalidade de entender seu real funcionamento, sobretudo sabe-se por diversas pesquisas que os efeitos são positivos na recuperação de áreas prejudicadas do coro cabeludo, promovendo inclusive o crescimento dos fios, pois os indícios são de que a substância consegue inibir a ação do DHT especificamente nos folículos capilares sem afetar as outras partes do organismo.

Queda de cabelos como evitar

Se tratando da falta de nutrientes, o nosso corpo utiliza as proteínas, minerais, lipídeos entre outras vitaminas para manter o organismo funcionando corretamente, inclusive fazer os folículos capilares nascerem com saúde, portanto a restrição de proteínas e outras substâncias necessárias para o funcionamento do corpo e para o cabelo devem ser supridas de forma equilibradas, pois na fila de prioridade por receber os nutrientes no nosso corpo, o cabelo está em ultimo lugar.

Queda de cabelo como evitar

Lembre-se que problemas com queda de cabelo é hereditário, então se alguém da sua família apresenta esse problema, procure imediatamente um médico para uma melhor avaliação.

Saiba mais sobre queda de cabelo

21/12/15 por Bianca Fernandes

   



Mais informações por email

Comentar